Notícia

Mãe, padrasto e vizinho são presos por estupro de duas crianças em Paragominas

Crimes ocorriam com frequência e mãe sabia dos abusos, segundo investigações da Polícia Civil.

Municí­pios // Paragominas
Publicada em 06/02/2019 às 10:31:39

 Dois homens e uma mulher foram presos nesta terça-feira (5), em flagrante, por crimes sexuais contra duas crianças de 10 e 11 anos, em Paragominas, nordeste do estado. Entre os presos, está a mãe das vítimas, que, segundo as investigações, sabia dos abusos e não denunciou à polícia. Os suspeitos de estuprar as crianças são o padrasto e o vizinho.

Eles foram presos por policiais civis da Delegacia da Mulher (Deam) e da Seccional do município, em uma casa, na Rua 17 de junho, bairro Laércio Cabeline. Uma denúncia anônima de que duas crianças (irmãos por parte de mãe) vinham sofrendo abusos sexuais pelo padrasto levou os policiais civis até o endereço.

 Os crimes, conforme as denúncias, eram de conhecimento da mãe que, no entanto, nada fazia para impedir os estupros. Diante da informação, a equipe da Deam, com apoio de policiais civis da Seccional, foi ao endereço para apurar os fatos.

"Constatamos que a criança de 11 anos havia faltado aula e estava com semblante triste no interior da residência em que morava com os agressores. Imediatamente, a equipe conduziu o padrasto à Delegacia e procedeu à oitiva das vítimas com o apoio da equipe especializada", explica a delegada Amanda Costa.

Durante os depoimentos das crianças realizados por meio de escuta especializada, elas relataram com riqueza de detalhes a violência que continuamente sofriam em casa. "Atestamos a veracidade da denúncia anônima recebida. A mãe sabia dos abusos e também tinha conhecimento de que seu vizinho participava (dos crimes sexuais) com seu companheiro", ressaltou a delegada.

As investigações constataram ainda que Francisco Moreira já responde há diversos procedimentos criminais em diversas comarcas do Estado e que atualmente estava em liberdade provisória concedida pela justiça em processo por crime de estupro de vulnerável cometido contra a própria enteada. "Todos foram autuados em flagrante e as crianças receberão apoio de familiares e serão acompanhadas pelo Propaz e Conselho Tutelar", garante a delegada Amanda Costa. A ação policial contou com o investigador Rodrigo, motorista policial França e escrivã Ananda e apoio da Seccional.

 

Edição: André Santos

Fonte: G1 Pará

 

// Municí­pios // Paragominas

© Copyright 2012 - 2013 PortalJNP - A informação sempre em primeiro lugar. Todos os direitos reservados.