Notícia

Trio vai a júri acusado da morte de líder de torcida organizada do Remo em Belém

Crime foi em novembro de 2014. Quatro anos depois, réus que integravam torcida rival são julgados.

Notícias // Policia
Publicada em 25/10/2018 às 16:25:12

 A Justiça do Pará promove nesta quinta-feira (25) o julgamento de Felipe Bentes Ponto, Ingrid Estela Aquino dos Santos e Getúlio Melo Coutinho da Silva Neto, acusados da morte de Frednando de jesus lima da silva, de 32 anos, líder de uma torcida organizada do clube do remo, em Belém. O júri iniciou às 8h no Fórum Criminal da Cidade Velha, sob a presidência do juiz Raimundo Moisés Alves Flexa.

O crime aconteceu no dia 19 de novembro de 2014. Segundo as investigações, os réus, que eram integrantes de uma torcida organizada do Paysandu, teriam se encontrado com a vítima, conhecida como Gargamel, e efetuado vários disparos contra ele.

Na época, a Polícia Civil chegou a prender os suspeitos de envolvimento na morte do líder de torcida. Mas eles respondem em liberdade.

Um vídeo seria a prova da participação dos suspeitos no crime. Na gravação, um grupo comemora a morte do rival.

A promotoria do caso é de Edson Augusto Sousa. A defesa dos réus está sob a responsabilidade dos advogados Luiz Carlos Correia e Eliezer da Conceição Borges.

Ao longo dos anos, foram vários os conflitos entre as torcidas de Remo e Paysandu. Em 2007, o Ministério Público do Estado (MPE) pediu à Justiça a extinção das duas principais torcidas de Remo e Paysandu. Elas ficaram proibidas de entrar no estádio com qualquer acessório que fizesse referência à torcida, além de não pode cantar os hinos.

 

Edição: André Santos

Fonte: G1-Pa

 

// Notícias // Policia

© Copyright 2012 - 2013 PortalJNP - A informação sempre em primeiro lugar. Todos os direitos reservados.