Notícia

Suspeitos são presos após assalto em Concórdia do Pará

Quadrilha explodiu caixas eletrônicos de agência bancária

Notícias // Policia
Publicada em 18/09/2018 às 10:29:55

 Três homens foram presos suspeitos de participação no assalto à agência do Banpará, em Concórdia do Pará, nordeste paraense, na madrugada desta terça-feira (18). As investigações continuam para encontrar outros integrantes da quadrilha. 

 

Segundo informações da Polícia Civil, os suspeitos estavam em um carro modelo Corsa, na zona rural de Concórdia do Pará. Eles estariam no apoio aos assaltantes, furtando transformadores da rede de energia elétrica. Os presos foram identificados como Edvaldo Maia Sodré e Antônio Carlos Sodré. Um terceiro suspeito, identificado como Emanuel Nazareno Rovere de Oliveira, foi detido por policiais militares, suspeito de envolvimento no roubo ao banco. Ele estava em um carro, onde os policiais encontraram uma grande quantidade de instrumentos usados em roubos a banco. 

 

O caso

 

Os bandidos armados chegaram à cidade, por volta de um hora da manhã, e praticaram roubo conhecido como "novo cangaço" ou "vapor noturno". Segundo testemunhas, um grupo de pessoas que estava em uma lanchonete foi rendido pelos assaltantes que estavam em dois carros, uma caminhonete marca Hilux e um SW4.  Em seguida, os assaltantes , cerca de dez homens, levaram os reféns na carroceria da caminhonete até o banco. No local, os bandidos fizeram as pessoas de "escudo humano".

 

Durante a ação, parte do grupo rendeu o vigia do banco e invadiu o local. Outros três criminosos ficaram em frente ao prédio fazendo disparos para o alto. A Polícia Militar foi de imediato ao local do assalto, onde os assaltantes chegaram a atirar em direção às viaturas.

 

Em poucos minutos, houve a explosão dos cofres do agência. Após a explosão, os bandidos pegaram parte do dinheiro e mandaram os reféns, que estavam em pé em frente ao banco, entrarem nos dois veículos. O vigia do banco foi colocado deitado no capô da caminhonete no momento da fuga. Os criminosos seguiram em direção à Alça Viária, tomando rumo da cidade de Acará. Ao chegarem a uma ponte, à altura do KM 26, os bandidos abandonaram todos os reféns na estrada e tocaram fogo na caminhonete, em cima da ponte, para interromper a passagem de carros no local e evitar a perseguição policial. 

 

Edição: André Santos

Fonte: ORM

// Notícias // Policia

© Copyright 2012 - 2013 PortalJNP - A informação sempre em primeiro lugar. Todos os direitos reservados.