Notícia

Pará tem a 3ª pior cobertura de vacinação do Brasil

Estado deve imunizar 350 mil crianças contra a pólio e o sarampo

Notícias // Saúde
Publicada em 23/08/2018 às 10:14:14

 Na reta final da Campanha Nacional Contra a Poliomielite e Sarampo, mais de 350 mil crianças de um ano a menores de cinco do Pará precisam buscar os postos de saúde para receber a vacina contra poliomielite e sarampo. A última atualização divulgada pelo Ministério da Saúde (MS), aponta que apenas 41% de crianças em todo Estado receberam a vacina contra essas doenças.

 

Foram aplicadas até o momento cerca de 488 mil doses das vacinas contra a pólio e sarampo no Pará (cerca de 244 mil de cada). A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 95% das 594.518 crianças independente da situação vacinal delas e criar uma barreira sanitária de proteção da população paraense. Em todo o País, a campanha atingiu 56% do público-alvo (11.213.278 crianças), restando, portanto, cinco milhões de crianças sem as respectivas vacinas.

 

Para a poliomielite, as crianças que ainda não tomaram nenhuma dose da vacina na vida serão vacinadas com a Vacina Inativada Poliomielite (VIP). As crianças que já tiverem tomado uma ou mais doses receberão a gotinha (Vacina Oral Poliomielite - VOP). No Pará, 244 mil crianças foram vacinadas, o que corresponde a 41,04% do total estimado. Em relação ao sarampo, todas as crianças devem receber uma dose da vacina tríplice viral, independente da situação vacinal. A exceção é para as que tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias, que não necessitam de uma nova dose. O boletim do MS indica 243.978 crianças vacinadas até ontem (41,04%).

 

Entre os estados com menor cobertura, estão o Rio de Janeiro, com 36,27% do público-alvo vacinado para pólio e 37,62% para sarampo, e Pará. Os estados que estão com as melhores coberturas vacinais são: Rondônia, com 88,89% para a pólio e 87,42% para o sarampo, seguido por Amapá com 82,74% pólio e 82,58% sarampo.

 

O Ministério da Saúde oferta todas as vacinas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Ao todo, são 19 para combater mais de 20 doenças, em todas as faixas etárias. Por ano, são cerca de 300 milhões de doses de imunobiológicos distribuídos em todo o País.

 

Atualmente, o País enfrenta dois surtos de sarampo, em Roraima e Amazonas. Até o dia 21 de agosto, foram confirmados 1.087 casos de sarampo no Amazonas, e 6.693 permanecem em investigação. Já o estado de Roraima confirmou 300 casos da doença e 67 continuam em investigação. Entre os confirmados, 9 casos foram atendidos no Brasil e estão recebendo tratamento, mas residem na Venezuela.

 

Edição: André Santos

Fonte: ORM

// Notícias // Saúde

© Copyright 2012 - 2013 PortalJNP - A informação sempre em primeiro lugar. Todos os direitos reservados.