Notícia

Assassinado em Ananindeua sob clima de mistério

No local do crime, ninguém conhecia o homem.

Notícias // Policia
Publicada em 25/08/2016 às 10:52:12

Na parede, o grafite em cores fortes questiona: “Matar à toa? Morrer à toa?” Foi nesse clima de mistério que policiais encontraram o corpo de um homem ainda não identificado, ontem pela manhã, na Rua G, do conjunto Euclides Figueiredo, próximo à rua da Marinha, no bairro da Marambaia, Grande Belém. Sabe-se apenas, que a vítima carregava pequenos adesivos de um centro de tratamento terapêutico e de ressocialização, localizado, em Outeiro, quando foi morta a tiros. No local do crime, ninguém conhecia o homem. 

 

As informações sobre o que ele fazia também foram desencontradas. De acordo com o cabo PM Negrão, do 1º Batalhão de Polícia Militar, o crime aconteceu por volta das 11h. “Até o momento, segundo o levantamento da área, ele vinha andando e foi abordado por 2 homens em uma moto. Mataram e fugiram”, disse o militar. Nenhuma outra informação foi repassada à reportagem. 

 

Já um morador da área, que alegou ter conversado com uma testemunha ocular, disse que a vítima vinha no garupa da moto e depois de desembarcar, foi baleada. “Ele ainda chegou a conversar por um minuto com o piloto que o trouxe. Quando ele tomou uma certa distância andando, o piloto o matou”, disse. Ainda segundo o informante, a testemunha ocular estava muito nervosa. “Ela não quer falar porque presenciou o crime sem ter a intenção. Ela estava esperando alguém chegar em casa quando viu tudo”, relatou o homem, que também pediu que seu nome ficasse em sigilo. 

 

PERÍCIA

Segundo o perito criminal Ivanildo Rodrigues, a vítima levou 3 tiros de arma de fogo na lateral esquerda do corpo. Não tinha qualquer documento de identificação. “Coletamos 3 estojos de munição calibre ponto 40”. Sobre a versão da abordagem da vítima, o perito recebeu uma terceira informação. “Nos informaram que ele havia descido da parada do ônibus e, quando aqui chegou, levou os tiros”, concluiu Ivanildo Rodrigues. O corpo foi removido para o Centro de Perícias Científicas Renato Chaves.

 

(Emily Beckman/Diário do Pará)

// Notícias // Policia

© Copyright 2012 - 2013 PortalJNP - A informação sempre em primeiro lugar. Todos os direitos reservados.