Notícia

Dunga convoca Seleção para dois amistosos nesta quinta

Em relação ao grupo da Copa América, treinador dificilmente vai chamar atletas que atuam na China e no Oriente Médio.

Esportes // Amistosos
Publicada em 13/08/2015 às 09:17:26

Apoio:

 

 

 

 

Foram dez vitórias antes da Copa América. A base estava formada sob a batuta de Neymar. Mas após o torneio continental, o técnico Dunga ficou com mais dúvidas do que soluções na montagem da seleção brasileira que vai disputar as eliminatórias da Copa de 2018 a partir de outubro.

 

Nesta quinta-feira, às 11h (de Brasília), na sede da CBF, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, o comandante do Brasil convocará 23 atletas para os dois últimos amistosos antes do início da classificação para o Mundial, contra Costa Rica, no dia 5 de setembro, em Nova Jersey, e, três dias depois, contra os Estados Unidos, em Boston. 

 

E a lista deverá ter, pelo menos, seis novidades. Se depender do discurso do coordenador de Seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, que logo após a Copa América admitiu que a entidade iria reavaliar a presença de jogadores que atuam em mercados como a China e o Oriente Médio no grupo, três nomes que estiveram na Copa América terão mais dificuldade em retornar: Everton Ribeiro, do Al Ahli, Diego Tardelli, do Shandong Luneng, e Robinho, que deixou o Santos rumo ao chinês Guanghzou Evergrande.

 

Os laterais Géferson, do Internacional, e Fabinho, do Monaco, dificilmente serão chamados por Dunga para a seleção principal. Com idade olímpica, os atletas devem ser relacionados para a equipe sub-23 comandada por Rogério Micale. A lista será divulgada na próxima sexta-feira, via site oficial da CBF. Os dois atletas provavelmente serão chamados para o amistoso contra a equipe da França sub-23, em Le Mans. 

 

Quem também não deve pintar na lista de Dunga é o volante Fred. Pego no exame antidoping pelo uso do diurético hidroclorotiazida, substância proibida pela comissão de dopagem, o atleta ainda não foi punido oficialmente pela Conmebol ou pela Fifa. Porém, o treinador da seleção brasileira não deve arriscar testar uma formação com o jogador e perdê-lo mais à frente caso ocorra uma eventual suspensão. 

 

Com todas essas alterações, o lateral-direito Danilo, do Real Madrid, que foi cortado da Copa América por lesão, deve ser novamente chamado. Até a lesão que o afastou do torneio, o jogador era titular da equipe comandada por Dunga. No torneio disputado no Chile, Daniel Alves foi o dono da posição. Pelo lado esquerdo, Filipe Luís será mantido. Marcelo, que teve uma problema nas costas e não pôde jogar a competição. Sua presença é uma incógnita. 

 

O volante Luiz Gustavo, ainda em recuperação de uma lesão no joelho, pode ficar fora da lista desta quinta-feira. Oscar, do Chelsea, por outro lado, é nome certo na equipe de Dunga. Autor de um dos gols dos Blues no empate por 2 a 2 com o Swansea, na primeira rodada da Premier League, o atleta mostrou que está mais do que recuperado.  

 

Outra dúvida que paira no ar é o aproveitamento do atacante Neymar, do Barcelona. Suspenso por quatro partidas pela Conmebol, o jogador desfalcará a seleção brasileira nos dois primeiros jogos das eliminatórias. Por conta disso, o treinador poderia optar por testar a equipe nos amistosos sem a principal estrela do time. Para piorar, o capitão do time canarinho ainda foi diagnosticado com caxumba e será reavaliado pelo departamento médico.

 

 

OrMNews (GloboEsporte.com)

 

// Esportes // Amistosos

© Copyright 2012 - 2013 PortalJNP - A informação sempre em primeiro lugar. Todos os direitos reservados.