Portal JNP: O Seu Portal de Informação

SMG - Cheque moradia e Minha casa, minha vida para incentivar a indstria cermica de SMG

Em entrevista ao Portal JNP, Helder Barbalho, considerou que a indstria cermica So-miguelense, tem um importante papel no desenvolvimento e na gerao de emprego e renda no estado.

Notcias // Pará
Publicada em 01/01/2020 às 14:09:21

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Foto da esquerda para direita; Lúcio Vale e Helder Barbalho, respectivamente Vice e Governador do estado do Pará. Antônio Leocádio, Prefeito de São Miguel do Guamá.

 

 

 

 

 

 

 

O Governador do estado Helder Barbalho, (2019-22), Visitou o município de São Miguel do Guamá, (143 kms da capital- Belém), região nordeste do Pará, para assinar convênios e liberar recursos. Ele foi recebido pelo prefeito do município, Antônio Leocádio.

 

 

Após a assinatura dos documentos, Helder concedeu uma entrevista coletiva, aos jornalistas, onde prometeu incentivar a indústria cerâmica do município, através de programas como o do governo federal “Minha casa, minha vida” e do programa estadual de incentivo à habitação como o “Cheque moradia”, para que os ceramistas possam recuperar perdas ocasionadas pela crise no setor habitacional que atingiu todo o país.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Com um total de cerca de 6 mil empresas no país, a cerâmica vermelha brasileira apresenta um faturamento anual de R$ 9 bilhões. O estado do Pará é um dos mais importantes neste segmento, e o município de São Miguel do Guamá abriga o principal distrito ceramista do norte do país. Com cerca de 32 fábricas (SEMIC-SMG, 2013), este setor gera mais de 3 mil empregos diretos no município, e uma produção mensal de 30 milhões de tijolos e 9 milhões de telhas. A maior parte desta produção é destinada ao próprio estado e uma pequena parte ao estado do Maranhão. (Fonte: IBGE).

 

 

Destacando-se como o maior responsável por absorver mão-de-obra local, esta aglomeração oleira desponta como um fator determinante de crescimento, na medida em que responde pela maioria dos postos de trabalho com carteira assinada no município.

 

 

Para Mendes (2008), a indústria cerâmica do município de São Miguel do Guamá provoca a migração que explica esse aumento exponencial demográfico (Gráfico 1).
Gráfico 1: Evolução da população (número de habitantes), 1980-2010.

 

 

 

Em entrevista ao Jornalista André Santos, do Portal JNP, Helder Barbalho, considerou que a indústria cerâmica São-miguelense, tem um importante papel no desenvolvimento e na geração de emprego e renda no estado, por ser o maior pólo ceramista do Pará e, um dos maiores da região norte, por isso merece uma especial atenção por parte do governo do estado.

 

 

 

Texto e Edição: André Santos

 

 

Fotos: Ag. Pará/ Portal JNP/ Google

 

 

 

Noticias Relacionadas