Portal JNP: O Seu Portal de Informação

Concessão 22 - Globo ´so renovará se pagar dívidas com o fisco

Bolsonaro disse que não se trata de perseguição mas sim de fazer “valer a lei” e que a Rede Globo deverá quitar todas as suas dívidas.

Notícias // Brasil
Publicada em 01/11/2019 às 09:32:13

 

O presidente da Republica, Jair Bolsonaro (PSL-RJ) não está muito contente com o jornalismo que a Rede Globo vem fazendo. Após ter seu nome veiculado em uma matéria em que o relacionava a um suposto envolvimento na morte da vereadora Marielle Franco (PSOL-RJ) o presidente voltou a atacar a emissora carioca e disse que se houver alguma dívida com o Estado não renovará a concessão em 2022: “Pague tudo o que deve”, disparou.

 

Bolsonaro disse que não se trata de perseguição mas sim de fazer “valer a lei” e que a Rede Globo deverá quitar todas as suas dívidas, caso queira ter sua concessão renovada. “E 2022, Globo, temos um encontro viu? Renovação da concessão. Não é perseguição não. Pague tudo o que deve. Certidões negativas, tudo, para não ter problema. Não vou passar a mão na cabeça de ninguém. Da Globo, nem de ninguém. Vocês tem que estar em dia para renovar a sua concessão. Tô avisando antes para não dizer que eu estou perseguindo vocês. 

 

Também disse que só haverá um jeito de impedir que Bolsonaro não fique “ao lado da lei”: caso morra até lá. Também disparou contra o jornalismo da emissora carioca. “Só há uma maneira que eu possa realmente não interferir ao lado da lei nesse processo: se eu morrer até lá. Vocês nada falam sobre ‘quem tentou matar Jair Bolsonaro?’. Realmente é um jornalismo porco, sujo e canalha.”

 

Bolsonaro ficou chateado com a Rede Globo quando o Jornal Nacional na última terça-feira (29/10) noticiou que registros do condomínio Vivendas da Barra, e também o depoimento de um dos porteiros à Polícia Civil, deram conta de que um dos suspeitos do assassinato de Marielle Franco, o ex-policial militar Élcio Queiroz, esteve, horas antes do crime, na casa do sargento aposentado da Polícia Militar Ronnie Lessa, suspeito de ser o executor da ação, que mora no local.

 

Lessa é vizinho de Jair Bolsonaro no condomínio. Em depoimento, o porteiro informou que Élcio Queiroz anunciou que iria não à casa de Lessa, mas à de número 58 do Vivendas da Barra, que é a residência de Jair Bolsonaro no Rio de Janeiro. Ainda segundo o Jornal Nacional, em seu depoimento, o porteiro afirmou ter interfonado para a casa do então deputado federal e que “seu Jair” havia autorizado a entrada do visitante.

 

O presidente classificou a matéria como lamentável. “Episódio lamentável da TV Globo querendo me associar a um possível mandante da execução da ex-vereadora a Senhora Mariele Franco, mas foi rapidamente desmentido por nós numa live logo depois”, enfatizou. Bolsonaro também classificou as abordagens como “covardes”

“Tomem vergonha na cara”

Bolsonaro também questionou a forma como os processos em segredo de justiça chegam a emissora. “Porque que a Rede Globo tem em primeiro lugar acessos a processos que correm em segredo de Justiça? Como conseguem isso? Então, esse jornalismo porco da Globo, Bonner, porco da Globo. Eu espero que acabe, vocês tomem vergonha na cara”, atacou.

 

O presidente também insinuou que os ataques que vem recebendo podem ser justificados pelos incentivos que retirou da Rede Globo. Ele deixou de gastar com verbas de propaganda estatal na emissora carioca. “O que vocês esperam comigo, vocês não vão ter. A mordomia que vocês tinham no passado, anunciando estatais, bancos, o próprio governo anunciando, não vai ter mais isso aí. Esse dinheiro público não é para dar pra vocês”, enfatizou.

 

 

Noticias Relacionadas