Portal JNP: O Seu Portal de Informação

Acusação - Para MPF palestra de Lula era forma de repasse de propinas

Odebrecht tinha interesse legítimo em palestras de Lula, diz Marcelo

Notícias // Brasil
Publicada em 07/10/2019 às 21:24:48

 

 

O empresário Marcelo Odebrecht, delator e ex-presidente da companhia que leva seu sobrenome, afirmou hoje em depoimento à Justiça Federal que a contratação das palestras feitas pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) faziam parte do interesse “legítimo” da empresa em sua estratégia de relações públicas e também da intenção de “ajudar” na consolidação do Instituto Lula.

 

“As palestras tinham sim uma intenção legítima que era de relações públicas, agora havia também por trás, no meu entendimento das conversas com meu pai, a intenção de ajudar o Instituto Lula”, afirmou o empresário.

Segundo Marcelo Odebrecht, a contratação de Lula como palestrante foi negociada entre o ex-presidente e o pai do empresário, Emílio Odebrecht, que tinha relacionamento mais próximo com o petista. Lula realizou palestras bancadas pela Odebrecht em países onde a empreiteira tinha negócios, como Angola.

 

Marcelo Odebrecht prestou depoimento hoje na 10ª Vara Federal de Brasília, ao juiz Vallisney de Souza Oliveira, na ação em que o ex-presidente Lula responde pelos crimes de corrupção, tráfico de influência e lavagem de dinheiro

 

Nesse processo, Lula foi denunciado por suspeitas de ter atuado para favorecer a Odebrecht com empréstimos do BNDES voltados a obras da empreiteira em Angola.

 

A acusação do MPF (Ministério Público Federal) afirma que as palestras contratadas pela Odebrecht foram uma forma de repassar propina a Lula, em contrapartida pelo financiamento do BNDES.

 

 

 

Noticias Relacionadas